Sério, eu to muito num relacionamento sério com essa música. Sei lá se é porque ela é um soco na minha baixa-estima ou porque ela pode ser a nova Firework. Fato é que, finalmente o mundo está com os olhos voltados para Rachel Platten e seu single, Fight Song, que já carrega mais de 3 milhões de plays no Spotify.

A mulher (ela tem 33 anos e parece ser mergulhada no formol) figurou com o aúdio da música nas últimas semanas aqui na nossa sessão rising star. O sucesso é merecido! Em 2003 ela largou uma carreira em relações internacionais para se dedicar à música e quase 15 anos depois, começa a despontar.

Em entrevista ao Idolator ela conta que quando ela escreveu Fight Song e não percebeu como ela a faixa já era um grito de guerra para ela não desistir de si até que isso começou a afetar outras pessoas e foi aí que tudo começou a mudar. Platten também contou que durante esses anos ela não esteve parada. Correu os Estados Unidos fazendo shows e gravando um álbum de forma independente.

Agora sob os cuidados da Columbia Records ela divulga um EP homônimo ao single e depois um álbum. E a gente passa a acompanhar ela bem de perto. A música me deu um soco, espero que dê em você também! Durante esse post você ouve as outras faixas do EP.

Vai, comenta também! :)