Untitled-1

É sempre muito doloroso e difícil fazer uma lista de apenas dez álbuns que foram incríveis no ano inteiro. Desde o ano passado, ainda no Fica Quietinho eu comecei a produzir isso com meses de antecedência para que eu não me esquecesse de ninguém e não fosse injusto. Porem, injustiças acontecem. Não dá pra colocar todo mundo e me desculpa se você da fan-base vai ficar chateado que a Lady Gaga não entrou (ela chegou BEM perto cantando Jazz e apareceria facilmente num Top 15)

Mas esse ano uma coisa estranha aconteceu na minha seleção. A maioria dos que foram ficando e passando nas minhas provas internas conhecidas somente pela minha cabeça e gosto (composição, sonoridade, diferencial, conceito) foram novat(o)as. Pois é, ~as novinha~ desbancaram gente boa e grande.

É bom falar que nenhum deles é melhor ou pior que o fulano e não estão listados numericamente justamente por isso.  Bora lá?

MØ_-_NMTF

MØ - No Mythologies to Follow

Com um nome que ninguém sabe falar ao certo (Até hoje não sei. Se alguém souber me conta aê!),  entrou na indústria fonográfica com os dois pés no peito com seu álbum de estreia. No Mythologies To Follow entrega  um pop orgânico acompanhado do bem sofrido tom de voz da menina que te engole como poucos. Muito mais pro Indie do que pro Pop, claramente esse álbum tinha que estar na lista. A estreia rendeu a ela, além da faixa com Diplo, parcerias futuras com Elliphant e Iggy Azalea. A gente só esperava mais divulgação.

__________________________________________________________________________

Foxes_-_Glorious_(Deluxe)Foxes – Glorious

A face dessa menina já apareceu na minha vida muito tempo antes do álbum de estreia, Glorious, com a faixa Youth. É desde lá em 2013 que ela começou a despontar como um hit que, na medida do possível, aconteceu em 2014. O debut album entrega docura, leveza e potência vocal do início ao final. é bem difícil de definir um som para Foxes. A garota achou um meio termo que não é nem tão indie e nem tão pop. Trabalhou duro, produziu clipes ótimos e merece muito seu lugar aqui nesse top 10.

__________________________________________________________________________

Iggy Azalea - Reclassified Cover

Iggy Azalea – The New Classic // Reclassified

I-G-G-Y! Tem seu lugar merecido tanto como revelação do ano quanto melhores álbuns de rap. Se teve alguém que saiu do anonimato completo e transformou todos os seus singles em super hits essa pessoa foi Iggy Azalea. Um trabalho perfeito de referências e de inserção do branco na ~cultura black~. Work, Bounce, Change Your Life, Fancy, Black Widow e Beg for It fizeram do The New Classic e seu relançamento um dos melhores álbuns do pop rap. Aqui evito fazer comparações, porem se alguém perguntar, The Pinkprint não entrou por pouco.

__________________________________________________________________________

Ella_Henderson_-_Chapter_One_(Official_Album_Cover)Ella Henderson – Chapter One

Eu sei, eu sei! Prometi que essa lista não seria numerada e que todos tem a mesma importância, mas eu tenho um amor por esse álbum que é meio fora do comum. O que certamente deixa ele num primeiro lugar, mesmo que imaginário. Dito isso quero que vocês ainda pensem que ela na audição do X Factor britânico (onde foi descoberta) ela cantou uma das músicas mais lindas do mundo e composta por quem? Sim, ELLA mesma (Nossa, que piada péssima!). Mas não é por uma unica faixa que ela merece o post de TOP 10. Todo o Chapter One é daqueles que você ouve quando perdeu seu grande amor e que acha que ainda tem uma segunda chance. Num ano sem Adele, ela substituiu muito bem.

__________________________________________________________________________

Taylor_Swift_-_1989

Taylor Swift – 1989

Se tem alguém que merece estar nessa lista é a senhorita Swift. Afinal, ~mudar~ de ritmo no meio de uma carreira consolidada no country americano não é fácil. Porem, com tantos recordes e prêmios isso não fica tão difícil. Taylor mergulhou de vez no pop chiclete (quase aquele que Katy Perry também já utilizou) e se deu bem mais uma vez. Shake It Off e Black Space é exatamente a mesma coisa que ela entregava no country, porem com uma roupinha hipster descoladinha e menos quadriculados. Isso fez dela uma queridinha mundial que continua sofrendo pelos mil amores e até pelas inimizades.

__________________________________________________________________________

Sam-Smith-In-the-Lonely-Hour-2014-1500x1500Sam Smith – In a Lonely Hour

Se pelo lado feminino nós tivemos Ella Henderson que não fez tanto sucesso, o lado masculino nos entregou o talento de Sam Smith, algo que há muito não surgia na indústria. Um homem que cantasse tão bem quanto ele e que tocasse a alma assim como Someone Like You. Vale lembrar que o talento dele é totalmente explicado, ele foi o vencedor do BBC Sound Of…, medidor que mostrou ao mundo nomes como Haim, Adele, Jessie J, Ellie Goulding e até 50 Cent. Isso porque estou citando somente os primeiros colocados. Mais do que merecido, ele está nessa lista e podia cantar todos os dias pra mim.

__________________________________________________________________________

Jessie_Ware_Tough_LoveJessie Ware – Tough Love

Jessie Ware também integra essa lista que começa a ficar difícil quase pelo mesmos motivos de Sam e Ella. São bons em sua primeira instância: a voz. Logo depois, o conceito, as composições e a sutileza daquelas canções que apertam naquela ferida. Conhecida já como uma das midas touch do R&B, Jessie foi backing-vocal do também bom SBTRKT.

__________________________________________________________________________

download  Ed Sheeran – X

Nosso queridinho ruivo amado por todos e todas nos entregou um dos mais completos álbuns do ano com parcerias incríveis e firmando todo o seu sucesso do antecessor, +. Com um pé no humor e outro no romantismo exagerado, o Multiply é daqueles materias que dá vontade de ouvir abraçadinho com o boy da primeira até a última faixa.

__________________________________________________________________________

Tove-Lo-Queen-of-the-Clouds-2014-1500x1500

Tove Lo – Queen Of The Clouds

Voltando a falar do bom e velho pop comercial que cada vez mais estreita relaçoes com o Indie, aprece Tove Lo, que apesar de ter encontrado um cisco na garganta e ter que ficar sem cantar por um tempo, entregou para o seu novo  público uma ótima parceria com o Alesso e abriu os shows de Katy Perry e um pedaço da Prismatic World Tour.

__________________________________________________________________________

Sound_of_a_Woman_cover

Kiesza – Sound Of a Woman

A gente finaliza os 10 MUITO DIFÍCEIS melhores álbuns com a novata que levou a tendência fonográfica dos anos 80 para um novo nível. Kiesza fez uma divulgaçao tão meticulosa e pensada que era impossível que ela não fizesse o sucesso que conseguiu. Sound Of a Woman surpreendeu a todos que achavam que as batidas de Hideaway seriam repetidas e mostrou ser um dos melhores álbuns para se ouvir em 2014.

__________________________________________________________________________

Merecem destaque também:

Nick Jonas – Nick Jonas // Banks – Goddess // Jessie J – Sweet Talk // Alt J – This Is All Yours // Lana Del Rey – Ultraviolence // Lady Gaga & Bennett – Cheek To Cheek // FKA Twigs – LP1 // Paloma Faith – A Perfect Contradiction // Nicki Minaj – The Pinkprint // Azealia Banks – Broke With Expensive Taste // Alex & Sierra – It’s About Us // Neon Jungle – Welcome To The Jungle // La Roux – Trouble In Paradise // Chet Faker – Built On Glass // Olly Murs – Never Been Better

Vai, comenta também! :)